sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Ampliando nossos repertórios de Aprendizagens em rede





ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO NA CULTURA DIGITAL
ESCOLA: EEB PROFº JOSÉ DUARTE MAGALHÃES
TUTORA: PAULA BALBIS
PROFESSORES:    ALEXANDRA VIVIANE VOIGT
                                IVAM GONÇALVES SILVA
                                JULIANA SIMON
                                 LISANGELA DA SILVA RIBEIRO
                                TAISE DANIELA ZACKO LIPINSKI
PLAC 2 – Atividade 1 
     
                                                  
                   AMPLIANDO NOSSOS REPERTÓRIOS DE APRENDIZAGENS EM REDE.

     As duas atividades escolhidas, nos mostram como é possível utilizar as TDIC, no processo de ensino aprendizagem.
     A primeira atividade, foi desenvolvida pela Professora da disciplina de matemática, e teve o objetivo de fazer um resgate de conceitos estudados em sala, e  partir daí, inserir o próximo conteúdo. Na matemática, e nas demais disciplinas é preciso sair do simples para o complexo, não há  como prosseguir com o conteúdo sem que haja, assimilação, compreensão e domínio dos conteúdos anteriores.
     Surgiu assim, a ideia de produzir com os alunos do 3º ano do Ensino Médio, composições de melodia, músicas e paródias com os temas e conteúdos estudados e explorados em sala de aula. Para estimular os alunos, a Professora fez um exemplo de uma estrofe de paródia  e os alunos ficaram entusiasmados para iniciar e desenvolver a atividade.
     A professora conduziu os alunos para que eles selecionassem a música e o conteúdo que trabalhariam, e partir dai, iniciaram a musicalização ou paródia. O trabalho começou a ser desenvolvido, e vários esboços, pilotos das gravações foram feitos. Foram utilizados recursos tecnológicos como câmeras digitais, celulares, editor de texto, de áudio e imagem.
      Desta forma, os alunos conseguiram articular as TDIC e a recapitulação dos conteúdos, sendo que os resultados obtidos foram excelentes, pois mostra que é possível trabalhar, interligando a matemática com as demais linguagens, além de ressaltar a criatividade e o trabalho em grupo.

     Na segunda atividade, a professora da disciplina de artes, teve como objetivo, apresentar aos alunos o conceito e as técnicas de fotografia artística, despertando um novo olhar na hora de fotografar, uma vez que a maioria dos alunos gostam de registrar todos os seus passos.
     A atividade foi realizada com os alunos do 3º ano do ensino médio e após estudar a teoria do processo fotográfico (foco, desfoque, profundidade, luz, iluminação e ângulo), os alunos com autorização prévia dos pais ou responsáveis, foram a campo para colocar em prática o estudado .
       Depois de muitos clik´s, o segundo passo, foi a seleção das fotos, destacando que as mesmas eram livres, cada aluno poderia escolher seu ângulo, luz, foco. O resultado ficou maravilhoso, todas as fotos foram tiradas em Florianópolis e a peculiaridade de cada aluno resultou em diferentes olhares para um só lugar.
      O terceiro momento da atividade, foi trabalhar a infogravura, que consiste na modificação de fotos através de computação gráfica, que evidenciam: cor , luz, sombra e permitem tornar a imagem única.
       Todo este processo foi permeado pelo uso de ferramentas de comunicação social em rede através do Facebook e e-mail, onde os alunos podiam entrar em contato com a professora e colegas para tirar dúvidas e apresentar as produções realizadas.

      As duas práticas foram inspiradoras, pois quebraram paradigmas mostrando de que é possível trabalhar com metodologias e estratégias diferenciadas. Os alunos foram inseridos no processo de ensino aprendizagem, os conhecimentos, experiências e vivências propiciadas irão fazer a diferença na vida dos alunos, não somente no contexto intelectual, mas no social, com a criação de cidadãos que saibam trabalhar em conjunto, sem deixar de ser críticos e criativos. Que sejam multiletrados e que saibam trabalhar com as diferentes linguagens.
     Esta forma diferenciada de abordar os conteúdos tornou o processo educativo mais dinâmico e prazeroso para os alunos que puderam trocar ideias e construir e produzir conhecimentos coletivamente  e as TDICS foram ferramentas essenciais neste processo, pois a partir delas foi possível a comunicação, criação e socialização das produções, criando redes de aprendizagem que  oportunizaram a aprendizagens coletiva.

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Reunião das APPs da nossa região

No dia 14 de novembro de 2014 aconteceu na escola a 1ª reunião das APPs da nossa região. Estiveram presentes 10 escolas da região que discutiram assuntos como responsabilidades e autonomias das APPs. O advogado da escola, Doutor Edson Rodrigues da Cruz, explicou aos presentes  sobre a importância  dos membros da APP se informarem sobre as responsabilidades assumidas durante o mandato. Nosso presidente da APP, Volmar Max dos Santos Thibes, agradeceu a presença de todos e marcaram nova reunião já para o início de 2015.






Dia do Diretor de Escola

Nos dias 11 e 12 de novembro a Diretora Rosangela e as Assessoras de Direção Gilmara e Simone receberam homenagens e presentes da APP da escola, do grupo de professores e dos alunos. Esta homenagem foi organizada com muita dedicação e empenho pela Secretária Lisângela e Assistente Kátia.

Os professores  Ronaldo e Nelli disseram palavras marcantes que emocionaram quem se encontrava na sala.







Com muito carinho, os alunos do período vespertino se organizaram e compraram uma linda jóia e entregaram cartões com lindas mensagens. Deixaram-nos emocionadas!








A Diretora Rosangela também agradece a linda e saborosa cesta que recebeu dos alunos do 1º06 e 3º08 e da Professora Marília.





Os alunos do 3º09 e Professor Daniel que presentearam a Diretora Rosangela e sua família com um delicioso almoço no restaurante Parque Malwee. Estava uma delícia!!!!




Obrigada também aos alunos do 2º10 que presentearam a Diretora com produtos Boticário



sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Violência e Miséria

Filosofia
Professora: Nelli
Alunos: Bruna, Leandro, Rosane e Thalia
2º 08 vespertino

Violência e Miséria

A violência não é monopólio da miséria, mas se nutre das condições de pobreza e da falta de cidadania em todos os seus aspectos.A violência é uma miséria e a miséria é uma violência mas seria simplista dizer que a miséria social é a responsável exclusiva pelo aumento da violência na sociedade brasileira atual. A associação entre violência e miséria é reforçada pelo fato das cadeias estarem repletas de ladrões, malfeitores e homicidas pobres mas este é um outro problema, pois os ricos geralmente não vão para a cadeia no brasil e, quando vão, ficam em celas especiais.
A verdadeira violência estaria no salário miseráveis no desemprego, no desampara e nas desigualdades sociais. Nesta perspectiva, uma política de segurança pública só seria eficiente na medida em que resolvesse as mazelas decorrentes da má distribuição da renda e da exclusão social.Pessoas argumentam que se a pobreza fosse causa da violência os lugares mais ricos seriam mais tranquilos que os pobres.A violência surge a partir da criação e recriação de relações de superioridade e inferioridade, relações de poder-quer seja entre indivíduos, classes, gêneros, etnias ou concepções politicas e religiosas.

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Trabalho de Filosofia : "Brasil, será mesmo um país de todos?"

TRABALHO APRESENTADO PARA A DISCIPLINA DE FILOSOFIA
OBJETIVO: REPRESENTAR, POR MEIO DE REDAÇÃO, UMA CRÍTICA PESSOAL SOBRE A SITUAÇÃO ECONÔMICA E POLÍTICA DO BRASIL, À LUZ DA FILOSOFIA POLÍTICA.
PROFESSOR ORIENTADOR: CRISTIANO
ALUNAS : Gleicy e Jeniffer - Turma 308

Brasil, será mesmo um país de todos?


O que fazer para ter o país dos sonhos? Ou simplesmente o país perfeito? Será tudo culpa do governo? Ou do povo também? Problemas e mais problemas é o que envolvem o Brasil. 

Um grande problema do Brasil é a famosa corrupção. Corruptos entram e saem ano após ano e o Brasil continua na mesma. A corrupção sempre estará presente em países de terceiro mundo, como o Brasil. De que adianta favorecer um e prejudicar a maioria? 

A queda das exportações e a alta de importações no Brasil tem sido inexplicável, o que resulta no saldo negativo do país. Como pode o Brasil ter tantos produtos e ainda assim importar de outros países? Um exemplo claro disso é a importação de frutas, como a banana, pois o país tem em abundância e mesmo assim quer importar de outros locais.

Sem falar na educação e na saúde, o Brasil, um país em desenvolvimento estar com o índice tão baixo comparado com os Estados Unidos. Apesar de ter crescido em investimentos como saúde, educação e infraestrutura nesses últimos dez anos, o Brasil ainda está muito longe de alcançar os padrões mínimos internacionais. Um país que se mostra tão rico em infraestrutura de estádios de futebol e tão pobre na questão da saúde de postos públicos. Hospitais superlotados, poucos recursos didáticos, greves de funcionários e desigualdade social, isto é uma vergonha para o Brasil.

A solução para a corrupção é óbvia, uma pessoa com caráter não teria capacidade de deixar acontecer isto com o Brasil, pois a educação vem de casa. Se os governantes brasileiros tivessem maior consciência para usar os recursos que o Brasil oferece, seria um país de primeiro mundo sem necessidade de acontecer tantas importações, o que subiria a quantidade de exportações. A educação e a saúde do Brasil só vai se resolver a partir de quando o país ter menos corruptos e mais pessoas com vontade de fazer a diferença, mas não basta apenas a vontade, é preciso fazer.

O Brasil que eu Queria

 Vive-se em um Brasil que nem todas necessidades, sendo as mais básicas possíveis, são atendidas. Na saúde, educação e saneamento básico, por exemplo, embora venham tendo um crescimento significativo, ainda deixam muitas metas à alcançar.
 Na saúde pública do Brasil os problemas são bastante visíveis. É investido na saúde, porém, em quantidade insuficiente para proporcionar a quem precisa um atendimento rápido e decente. A população mais pobre é a que mais se prejudica, principalmente porque os planos de saúde privado, tem um custo alto, o que acaba obrigando as pessoas a esperarem até meses para receber algum diagnóstico ou tratamento.
 Em relação ao saneamento básico a situação também já melhorou, mas muitas pessoas ainda não possuem água encanada em suas casas, o esgoto fica a céu aberto trazendo muitos riscos de doenças e mau cheiro. Viver em um ambiente limpo é no mínimo o direito de toda população.
 Na educação se tem evoluído e degradado ao mesmo tempo. Está se trazendo a tecnologia para auxiliar na educação, livros didáticos, porém, as desigualdades sociais influenciam muito de região para região. Como resolver os outros problemas que atingem a população se não investirem com força na educação?
 Na saúde brasileira precisa-se de mais postos públicos de saúde e mais médicos, especialmente para as famílias mais carentes, ter mais infraestrutura nos hospitais para um atendimento melhor e as pessoas não ficarem jogadas nos corredores.
 No saneamento básico deve-se distribuir melhor os recursos, para que os bairros mais pobres não fiquem expostos aos perigos do mau tratamento de esgoto e de água.
 Na educação o ensino tecnológico e de boa qualidade deveria estar mais presente nas instituições públicas para um melhor aproveitamento das aulas, e mais professores qualificados.
 "O Brasil que eu queria" é u país que não tivesse governantes com salários absurdos, e que saibam realmente investir no que o povo brasileiro precisa."

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Sorteio da contribuição espontânea

CONTRIBUIÇÃO ESPONTÂNEA SORTEIO






1º TRIMESTRE:

LUCIMARA K. HOLZ 3º03

VALE COMPRA NA LOJA NICE MODAS






2º TRIMESTRE:

SONIA BRAZIL 1º09

VALE COMPRA NA LOJA SUPER CALÇADOS







3º TRIMESTRE:

AMARILDO PAHOLSKI 2º07

01 CESTA PRODUTOS NATURA


quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Agradecimento pelos resultados da feijoada na escola


Senhores Pais, Alunos, Professores e Comunidade Geral

A APP da Escola agradece a todos que compraram cartões de feijoada contribuindo com a Unidade Escolar.

Vendemos 570 feijoadas num valor total de R$ 10.260,00.
Despesas com a feijoada: R$ 6.555,00
Valor líquido para escola: R$ 3.705,00


Atenciosamente

Direção e APP

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Tabela Pitagórica ou Tabela da Multiplicação

               A tabela pitagórica (também chamada de tábua ou tabela da multiplicação) é um quadro de dupla entrada no qual são registrados os resultados das multiplicações. Esta tabela foi criada por Pitágoras, filósofo e matemático grego, do século VI a.C.; com ela é possível efetuar todas as operações de multiplicação existentes na tabuada tradicional. 
              A composição da tabela é bem simples: na coluna ou linha 1 encontram-se “os resultados da tabuada do 1″, na 2 “os resultados da tabuada do 2″, e assim por diante.
             Os alunos da 8ª Série, com o apoio da professora construíram a tabela pitagórica e logo perceberam que a mesma poderia ser vista de forma vertical e horizontal e que sua diagonal é formada por números com raiz quadrada exata.

Parabéns 803 pela linda tabuada pitagórica, obrigada pelo esforço e dedicação. 

Professora Mirela Souza. 




sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Desfile 7 de Setembro de 2014




Desfile 7 de Setembro

No dia 07 de Setembro de 2014 a Escola Duarte Magalhães participou do desfile cívico na Rua Reinoldo Rau, no centro de Jaraguá do Sul.

Nossa escola desfilou com dois projetos o primeiro “Making a Living” ou “Carlitos Repórter” homenageou o centenário do primeiro filme de Charles Chaplin que foi ao ar em 1914, visando a interdisciplinaridade e a aquisição de conhecimento sobre a história do cinema e o segundo o Norden Tal Volkstanzgruppe grupo folclórico mais jovem de Jaraguá do Sul, e tem como objetivo juntamente com a Escola de Educação Básica Professor José Duarte Magalhães preservar os costumes e tradições germânicas trazidas pelos nossos antepassados. 



domingo, 7 de setembro de 2014

Semana da Pátria 2014


Em nosso país, 7 de setembro é considerado o Dia da Pátria, pois foi neste dia, em 1822, que ocorreu a Independência do Brasil.

Ser Patriota é demonstrar amor e respeito pela Pátria.


Muitas são as utopias e os desejos que manifestamos por uma Pátria Melhor, mas, a mudança que queremos ver precisa da nossa participação. O que nos falta é a capacidade de traduzir em proposta aquilo que ilumina a nossa inteligência e mobiliza nossos corações: a construção de um novo mundo.


Nesta semana os alunos realizaram suas homenagens em comemoração a Semana da Pátria.


Parabéns a todos os alunos e professores envolvidos!